Endometriose

CICLOS MENSTRUAIS CURTOS : INDICATIVO DE BAIXA RESERVA OVARIANA

Vocês sabiam que ciclos menstruais regulares durante a idade reprodutiva indicam ovulação espontânea, mas não significam fertilidade preservada? Pois é, uma pesquisa recente, revelou que a duração dos ciclos entre uma menstruação e outra pode influenciar a reserva ovariana, fator decisivo para a fertilidade.⠀

Este trabalho, publicado no fim do ano passado, no periódico de atualização em reprodução humana Oxford Academic, traz a revisão de 11 estudos que incluem mais de 12 mil mulheres. ⠀

Seguem os resultados:⠀

Mulheres com ciclos curtos (isto é, intervalo entre uma menstruação e outra em torno de 21 a 27 dias) apresentaram:⠀

1. Diminuição da reserva ovariana avaliado através da contagem de folículos antrais (uma avaliação que fazemos durante o período menstrual através de uma ultrassonografia), além de diminuição na dosagem de hormônio antimulleriano (dosagem sanguínea realizada em qualquer época do ciclo menstrual)⠀

2. Redução de 20% na chance mensal de engravidar. Se levarmos em consideração que a taxa de gravidez natural também fica em torno de 20%, mulheres que apresentam ciclos curtos terão muito mais dificuldade para engravidar de forma espontânea. 
⠀

3. Com relação a FIV, estas mulheres que apresentam ciclos curtos terão menos óvulos recuperados na FIV (isto é, menos óvulos coletados) e taxa de gravidez clínica reduzida em 24% em comparação com mulheres com ciclos normais e/ou longos (duração de 28 a 35 dias)⠀

Neste contexto, é recomendável que mulheres com ciclos menstruais curtos que desejam engravidar, principalmente as jovens, conversem com seus médicos para traçarem juntos a melhor estratégia para atingirem seus objetivos.⠀