Reprodução Humana

MITOS E VERDADES

1. Mulheres com ovário policístico nunca engravidam?
MITO
Incidência:
1 em cada 20 mulheres na população geral terá SOP
1 em cada 5 mulheres na população infértil tem SOP
 
Dificuldade de engravidar se baseia na falta de ovulação.

Tratamento: 
mudança de estilo de vida (dieta, exercício físico, habitos saudáveis)
medicações para indução: citrato de clomifeno, letrozol, metformina, gonadotrofinas , drilling ovariano, FIV
 
2. Tratamento de câncer causa infertilidade?
VERDADE
 A localização do tumor e o tipo de tratamento podem levar à infertilidade
Quimioterapia: causa dano no óvulo e reduz o número de espermatozóide
Radioterapia (se realizado em região pélvica: compromete a fertilidade
 
É fundamental antes de iniciar o tratamento para o câncer, conversar com o Oncologista e avaliar se este tratamento causará perda de Fertilidade. Portanto, caso necessário procure um Especialista em Reprodução Humana e congele (cripreservação) óvulos ou embriões e congelamento de sêmen.
 
3. Abortos frequentes podem mostrar algum problema no útero?
VERDADE
O útero se torna um ambiente hostil para a implantação e evolução da gestação.
 
Causas de aborto:uterina: mioma , pólipo, mal-formações, septos/sinequias, infecções (diagnostico por US, histeroscopia ou RNM)
genéticas: analise genética do aborto (ideal), avaliação genética do casal através do cariótipo. Caso necessário podemos proceder à biópsia embrionária (PGD - diagnóstico pre-implantacional)
imunológicas: aumento das celulas NK, por exemplo
trombofilias: diagnóstico através de exame de sangue. Tratamento com anticoagulante 

4. A idade é o principal fator de impacto na fertilidade?
VERDADE
 A fertilidade da mulher e homem é totalmente diferente
O homem produz espermatozóides a partir da puberdade por toda a vida. A cada 60 - 65 dias os espermatozóides são produzidos
 
Já a mulher sofre perda de qualidade e quantidade de óvulos. Ela nasce com cerca de 1 - 2 milhoes e qdo chega a menarca tem cerca de 300-500 mil
 
Dados estatísticos:
chances por mês de gravidez
• mulheres de 30 anos tem 20% de chance de engravidar/mês
• mulheres de 35 anos tem 18% de chance de engravidar/mês
• mulheres de 40 anos tem 5-10% de chance de engravidar/mês

risco de aborto
• mulheres com 35anos tem chance de 20% de aborto
• mulheres com 40 anos tem chance de 50% de aborto

risco de doença cromossomica
1 em cada 1.000 mulheres a partir dos 30 anos terá bebê com doença cromossômica
1 em cada 100 mulheres a partir dos 40 anos terá bebê com doença cromossômica
 
5. A culpa da infertilidade é sempre da mulher?
MITO
• 40% causas femininas
• 40% causas masculinas *
• 20% ambos

* uma das principais causas masculina é a varicocele que se desenvolve na puberdade e tem cirurgia o seu melhor tratamento. Além disso: tabagismo, etilismo, obesidade, poluição, uso de drogas 

6. A FIV aumenta o risco de gêmeos?
VERDADE
Risco de gemeos  é entre 20-30% 
Apenas de se transferir de 2 ou mais embriões, 70 a 80% dos casais terão gestação única.
 
Recomendação de CFM
• até 35 anos: 2 embriões 
• 36 a 39 anos 3 embriões
• acima de 40 anos: 4 embriões
• óvulos doados: 2 embriões
 
A tendência mundial é transferir menos embriões para se evitar o risco de gestação multipla (maior risco para a mae e bebe), parto prematuros…
 
7. Útero retrovertido dificulta a gravidez?
MITO
O útero retrovertido não é uma normalidade, apenas uma variação da anatomia. Não dificulta em nada a chega dos espermatozoides às tubas e isso também não interfere na fertilização
 
8. O uso de pílula por muito tempo provoca infertilidade?
MITO
 O uso de pílula não causa infertilidade e nem dificulta a gravidez. Isso também não está relacionado com o tempo de uso.
A pílula também não conserva os óvulos por bloquear a menstruação.
O que ela pode causar é mascarar sintomas de problemas como endometriose e baixaa reserva ovariana.
 
9. É possível engravidar somente com um ovário e uma tuba?
VERDADE
Para engravidar espontaneamente, a paciente necessita de boa reserva ovariana (mesmo com um ovário) e que a tuba seja pérvia.   
 
10. Quem malha demais tem dificuldade para engravidar?
VERDADE
Exercícios físicos extenuantes (maratonas, por exemplo) associado a dieta inadequada provoca amenorréia (ausência de menstruação), pode ocasionar a conhecida como tríade do atleta: distúrbios alimentares,  amenorréia  e osteroporose
 
11. Mesmo com os tratamentos de FIV a paciente pode não engravidar?
VERDADE
 Sentimento de luto, frustação, derrota, tristeza, achar que nunca ira dar certo. A certeza não existe, mas temos algumas explicações do por que não deu certo.

Temos que avaliar:
 
1. O embrião através:
• qualidade do óvulo: idade da mulher, doença preexistente
• características dos espermatozoides: concentração, motilidade, morfologia, fragmentação de DNA
• qualidade embrionária: numero de células, simetria, fragmentação, mas mesmo o embrião chegando ao estagio de blastocisto, não significa que não possa ter doenca cromossômica

2. Endometrio: 
Sabemos que o própria estimulação ovariana pode ocasinar alterações endometriais que dificultam a implantação, alem isso pode-se ter alterações imunológico / trombofilica que possam causar falha na implantação
 
Quando nos deparamos com o fator idade feminina como o principal fator de seu beta-HCG negativo podemos analisar em conjunto com o casal outras possibilidades como ovodoação.